07 de abril de 2020 - 08:14

Cidades

26/03/2020 14:26 FolhaMax

Emanuel diz respeitar decisão do Mauro, mas mantém isolamento em Cuiabá

O prefeito Emanuel Pinheiro (MDB) anunciou que irá manter as medidas de isolamento social e restrição de circulação de pessoas nos limites de Cuiabá, contrariando portaria publicada nesta quinta-feira (26) pelo governador Mauro Mendes (DEM). Apesar de educado, ele se opôs diretamente às falas do gestor do Estado, com quem nutre antipatia mútua. “Vírus não circula. Quem circula são as pessoas. Por isso, cuidar da sua saúde, cuidar das pessoas é tão fundamental. Cuiabá não pode sucumbir. Nesse momento, não há atividade econômica que prevaleça à vida. A economia será recuperada, em um esforço conjunto, mas os munícipes merecem ações firmes e assertivas em defesa do cidadão. Primeiro cuidamos da população, depois recuperamos a economia”, respondeu, cerca de uma hora depois da coletiva de Mendes anunciando o afrouxamento das medidas restritivas de trânsito de pessoas e do comércio.

Em nota oficial, o chefe do Executivo municipal afirmou que o ato segue orientação da OMS (Organização Mundial da Saúde), diretrizes de especialistas e do Ministério da Saúde. Na prática, ele se recusa a caminhar no rumo da determinação federal feita pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) na terça-feira (24), em rede nacional de rádio e televisão. “Pautado na responsabilidade de salvar vidas e de proteger à população, o prefeito Emanuel Pinheiro respeita as decisões do Governo de Mato Grosso, mas reafirma o entendimento pela necessidade de manutenção do isolamento social como principal estratégia de combate à disseminação do novo corona vírus”, consta em trecho do documento.

 

O texto explicita que as ações já implementadas na capital desde a semana passada vão continuar. Isso significa manutenção do monitoramento diário pelo menos até o dia 5 de abril, com possibilidade de prorrogação, a depender do cenário e de possíveis novas recomendações das autoridades de saúde.

“Somente após essa data e avaliados seus resultados iniciais é que serão estabelecidas novas medidas pela Prefeitura Municipal, principalmente em virtude da espiral de crescimento da infecção, que deverá ocorrer no mês de abril, conforme projeções do Ministério da Saúde”, continua o pronunciamento, defendendo que todas as decisões efetivadas até aqui objetivam o cuidado e a proteção da saúde e da vida das pessoas, especialmente os de menor renda e os idosos, portadores de doenças crônicas, integrantes do grupo de maior risco de vida.

 

O prefeito reafirmou que há sim muitas incertezas, mas a percepção de que o poder público precisa agir é unânime. “Lidamos com uma questão global e os modelos de gestão, obrigatoriamente, devem ser reavaliados. Não podemos ter como prioridade a economia. A prioridade é a vida. Sigo consciente de que meu embate é contra o novo corona vírus e continuarei nesse enfrentamento em defesa de cada cidadão cuiabano”, avisou.

O prefeito encerrou a nota conclamando toda a sociedade a colaborar, além de pedir o apoio do próprio Governo do Estado, do judiciário, Assembleia Legislativa e Câmara Municipal, Ministério Público, Defensoria Pública, AMM (Associação Mato-grossense dos Municípios) e demais instituições. “É fundamental a união de todos, em especial dos poderes e instituições, para essa cruzada contra a Covid-19 e em defesa da cidadania e da dignidade da pessoa humana”, encerrou.


Telefone para contato

(65) 3358-5258

© copyright 2018 Todos os direitos reservados.